.

.

Mensagem do dia

12 julho 2014

Copa 2014 # A finalíssima # .....Até 2018


Fechem as cortinas... recolham as bandeiras...guardem as cornetas, enrolem o tapete verde da grama. 
O espetáculo acabou.

O cenário mudou á medida que os personagens principais deixaram que a historia tomasse um rumo diferente daquela  que a platéia esperava.

O teatro até então superlotado com um som ensurdecedor de gritos  e palmas da  platéia, se tornava mais exigente a medida que o tempo passava.
Nos bastidores os sentimentos mais diversos aflorado  dos corações insatisfeitos ajudava  a  denegrir a imagem do seu próprio país.

Nas ruas até então pra onde o olhar era desviado, viam-se tudo ou quase tudo em cores verde e amarelo.
Estavam em lugares mais inusitados, mesmo sem esperar vê-las, estavam elas lá fazendo parte de todas  e quaisquer imagens, colorindo fachadas,  embelezando rostos de todas as idades, sem distinção de cor e status social, conseguindo unir a elite branca e a elite negra/parda em um lugar público onde a massa humana tornou-se uma só. 
Somos todos brasileiros.

Nas  janelas.. nas sacadas... as bandeirolas sacudiam ao vento zuando  um vamos lá Brasil mostrar a sua força nas chuteiras... e nos muros pintados a imagem do mascote esperava ouvir... eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor ô....ô...ô....

Naturalmente que tudo isso foi complementos para uma grande festa, a qual os olhos do mundo  voltaram-se exclusivamente para ela, fazendo o povo brasileiro esquecer  as verdadeiras reais necessidades na pele, no bolso, na saúde, na educação, na segurança.

Pois bem entra mais uma vez no palco a nossa, a sua, a de todos nós a seleção brasileira que independente da má fase e atuação, será sempre a seleção de respeito e reconhecimento, pelas conquistas e os louros que vivemos muitas vezes sob lagrimas de contentamento e felicidade.

É  ora e vez das lagrimas de tristeza.
É  ora e vez da decepção preencher os nossos corações verde e amarelo despertando  assim o senso crítico de nós  torcedores, que nos sentimos também parte da comissão técnica, quando opinamos, quando exigimos  a presença em campo desse ou aquele jogador.

Ah! Como gostaríamos de estar lá, invadir  o campo e fazer o gol tão sonhado dando a vitória ao povo brasileiro.

Bom..não foi dessa vez. Mas nem por isso vamos deixar de torcer pela seleção brasileira, pelos jovens que passou por aqui,  e outros tantos que vão chegar cheios de vontades, desejos, esperanças e acima de tudo sair vencedores da próxima copa do mundo, lá em 2018.

Já pensou se a seleção brasileira  fosse a vencedora de todas as copas? 
Já não teríamos copa, não teríamos disputas... nem com quem disputar, portanto a seleção brasileira tem que permitir que outras seleções ganhem um espaço na história do futebol.
Não somos tão egoístas assim, somos?
Somos um meninão em fase de crescimento, mas um povo lindo de se ver.

Chico cantou assim:
Não chore ainda não,
Que eu tenho um violão,
E nós vamos cantar,
Felicidade aqui,
Pode passar e ouvir,
E se ela for de samba,
Há de querer ficar.

Olê... Olê...Olê...Ola...
Tem samba de sobra,
Quem sabe sambar,
Que entre na roda,
Que mostre o gingado,
que a vida é boa,
Para quem quer cantar.

Assim eu penso.
Assim eu escrevo.


Um comentário :

  1. Isso amiga vamos cantar... Sabes que hoje não estou muito de cantoria, mas bola pra frente. Um beijo minha querida.

    ResponderExcluir

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...