.

.

Mensagem do dia

03 setembro 2014

Espalhe amor no seu blog.


Confesso que no inicio foi difícil aceitar que me envolvesse em uma situação que nada apresentava ser da minha responsabilidade.
E não era.
A noticia de que mais um membro da família já estava a caminho foi recebida  por uma alegria contagiante, afinal é a nossa própria continuidade e renovação.
Encarei como uma transferência de responsabilidade, não a chegada de Ester, mas as atitudes impensadas, aquelas que envolvem outras pessoas sem nada perguntar, apenas deixa acontecer.
No auge dos acontecimentos, não percebi de imediato que a maneira como eu administrava  meu tempo, dividindo-o entre   estudos, dança de salão, trabalhos voluntários, sofreria uma guinada completa de 360° em um curto espaço do tempo.
E como mudou.
Foi sofrido deixar de conduzir a minha própria carruagem pelas trilhas escolhidas ao longo de anos em que cumpria a missão de esposa e mãe por obrigação, por amor, 
por vontade própria.
Partilhar um novo caminho agora sendo conduzida me fez sentir sem identidade...sem autonomia.
A partir de então me tornei avó de Ester.
Vez em quando me vinha  á lembrança as coisas que deixei por fazer, e uma mistura de sentimentos invadiam a minha alma e eu me deixava vagar em meus pensamentos entre tristeza e saudade.
Natureza revoltada silenciosamente, afinal aos 60 anos estava tudo preparado para “navegar” entre meus anseios e vontades.
Já tinha levantado a âncora do meu navio para deixar o porto seguro e me aventurar por outros lugares, usando também as asas da minha imaginação para viver os meus sessenta anos.
Levantar âncora... toda velocidade á frente e de repente...
voltar ao porto...jogar âncora.
Enfim...Resolvi adiar a viagem.
Pois bem....depois desse trauma todo, o tempo interferiu fazendo com que os sentimentos sofressem transformações tipo: mágoa em perdão, tristeza em alegria.
Ester chegou e com ela veio tudo de bom que uma criança 
pode trazer e que nós adultos precisamos aprender 
no dia a dia com elas.
Engana-se quem pensa que uma criatura tão pequena e tão dependente de tudo e de todos não passe para nós grandes ensinamentos.
Desenvolvemos paciência, ganhamos esperança, nos tornamos fortes com determinação de seguir em frente em busca de dias melhores, no caso, para Ester.
Ester me ensinou a não colocar expectativas sobre o que queremos ou pensamos.
Viver um dia de cada vez deixando  que as próximas 24 horas sejam o resultado do que vivemos e pensamos nas horas anteriores, é o seu lema e agora 
conseqüentemente é o meu.
Hoje nós temos uma relação forte que envolve amor e 
respeito mútuo. Ester tem me ensinado muita coisa
inclusive a viver intensamente cada instante 
em que estamos juntas.
Ester é minha neta e está com três anos.
No livro da vida está registrado parte da minha história dividida em antes e depois de Ester que tem como título,
Ester e Eu.
E desde então estamos juntas espalhando amor por aqui e ali.
                                             Ester é tudo de bom.         

                       Participando da Blogagem Coletiva  
                               Espalhe amor em seu blog.
Divitae

Visite o site http://www.elainegaspareto.com/2014/09/vem-pra-festa-espalhe-amor-em-seu-blog  que é a  idealizadora e organizadora da blogagem coletiva em comemoração aos 6 aninhos do seu blog,
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif

14 comentários :

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Eliene
Eu também experimento um amor incondicional por ser avó...
Reconheço que amor de vó é semelhante ao amor divino.... mas precisa-se ser avó para saber do que falamos vc e eu... bem como muitas avós neste mundão...
Linda participação!!!
Seja abençoada e feliz!!!
Bjm fraterno

Clarice Moreno disse...

Que texto lindo minha amiga. ..eu me vi nele e acredito que todas as vovós que sentem este amor incondicional vivem esta doce realidade! Parabéns você é uma amiga especial. .. bjs

✿ chica disse...

Que lindo te ler e realmente as crianças são assim. E se filhos ou netos, viram nossas vidas e ficamos tri felizes! Adorei! bjs, chica

Jussara Nascimento disse...

Que linda história. Dizem que Vó é mãe duas vezes. Tenho certeza que quando sua neta crescer e ler seu livro vai se emocionar. Beijos! Tudo de bom. E um beijinho especial na Ester!

Marion disse...

Linda história, profunda experiência! Ser avó pode ser mais uma riqueza depois dos 60, né? Abs.

Sonia Tolfo disse...

Eu não tenho a menor dúvida de que nossa história se divide em antes e depois dos nossos netos. Lindo relato!
Boa semana!
Sonia

Luma Rosa disse...

Oi, Eliene!
As coisas que gostamos de fazer é apenas uma distração para os nossos dias. Já o amor que se dedica à alguém, é uma distração para a nossa alma e que nos enche de ânimo para viver.
Acho super bacana o amor dos avós, talvez porque usufrui tão pouco. Parabéns por esse amor que vem crescendo e alimentando os seus dias. Morro de vontade de ser avó! (rs*)
Boa blogagem!!
Beijus,

Nanda Gonçalves disse...

a união é tão linda e que surgiu um livro uma historia linda e completa do antes e depois
parceria pra sempre
continuem espalhando amor

Linda Tarde
beijokas da Nanda

Mamãe de Duas
Google+Nanda

Paula Mello disse...

Pois é, a gente põe e a vida dispõe! Haja boa vontade pra encarar e que bom que a gente encara!

Adorei connhecer seu blog!!

beijos

Carlah Ventura disse...

que vovó mais coruja, e como dizem avós são mães com açucar rsrs
linda forma de participar dessa BC e vamos espalhando amor por aí, bjs
Carlah Ventura - Intensa Vida

Elaine Gaspareto disse...

Eliene,
Imagino mesmo que abrir mão do nosso planejado para assumir o planejado (ou não) de outras pessoas não seja fácil.
Mas daí chega Ester (lindo nome!) e de repente parece que o plano sempre foi ela, né?
E tem mais: acho que Ester deu uma sorte danada de ter você como avó.
Um dia ela vai abrir esse livro Ester e Eu, e vai se dar conta do quão abençoada foi.
Linda reflexão!
Muito obrigada por partilhar!
beijosss

Lulu on the Sky disse...

Toda criança é uma benção em nossas vidas. Tb to participando.
já votou no blog Lulu on the sky?
Big beijos
Lulu

Silvana Haddad disse...

Eliene:
Quem poderia dizer que do inesperado, surgiria um amor tão imenso???
E a chegada da Ester te renovou as forças e energias, para poder desfrutar de ótimos momentos ao lado da sua neta.
Desejo que esse AMOR só cresça e os laços afetivos entre vocês se fortaleçam diariamente.
Bjs.:
Sil
http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

Margaret disse...

Lindo texto, lindo nome e cheio de amor.
Em breve seu coração estará chegando.
Sim, eu sou a responsável em fazer os corações para os participantes desta linda campanha.
Beijinhos.
Margaret
www.divitae.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...