.

.

Mensagem do dia

12 maio 2016

EU E MEU JALECO BRANCO...

É muito indigesto ouvir comentários do tipo: "Nossa, fez 5 anos de faculdade pra trocar fralda!", ou "Você é bom, porque não faz medicina", ou ver uma novela das 21 tratando os enfermeiros... técnicos de enfermagem como parasitas que nada fazem, além de "enfeitar" o hospital.

Pois bem, sei que muita gente não faz a menor ideia do que ocorre dentro de um hospital, e achei por bem fazer essa espécie de "diário de um enfermeiro, de uma auxiliar/técnica de enfermagem", para que todos entendam como é de fato o nosso dia de trabalho:
Normalmente a equipe acorda às 5 da manhã pra bater ponto às 7 e render os colegas que já estão massacrados após uma jornada cruel de trabalho.

Ao chegar ao setor, seja ele UTI, emergência ou clínica médica a equipe já começa avaliando os pacientes, observando quem está mais grave, fazendo escala de técnicos, conferindo prescrições, checando quem vai pra TC, pra cirurgia, pra ressonância, enfim, o dia já começa a 220 w.
Boa parte dos pacientes de UTI são politraumatizados bem ferrados mesmo, a clínica médica abarrotada de homens e mulheres, idosos com múltiplas úlceras, e a emergência, bem, se você conseguir colocar todos os pacientes em macas, sinta-se vitorioso!

Enfim, durante a manhã você está lá, ajudando nos banhos dos pacientes graves, checando medicações e procedimentos pendentes, levando pacientes para a TC, quando de repente, vem à primeira parada do dia, um vozinho em pós-operatório de AVE hemorrágico, e vira aquele corre corre, e puxa carrinho, prepara adrenalina, mas o vô não aguenta e morre, eis que você prepara o primeiro corpo do dia. Mas você não se abate, outros pacientes da UTI estão graves, e precisam da sua assistência.

É tanto trabalho, que normalmente só conseguimos sentar na hora do almoço, mas, a cirurgiã geral chega na hora e diz "prepara o paciente do leito 1 pra traqueostomia, e fica aí pra me auxiliar", daí, você engole a fome, e vai lá, e seu almoço fica pra mais tarde.

Enquanto isso na pediatria, uma criança com meningite morre, depois de 1 mês de internação, lá fora, estão os pais dela, aos prantos, inconsoláveis por perderem a filha única de 4 meses. Lá dentro, a equipe de enfermagem está engolindo o choro, a frustração, desligando os aparelhos e preparando mais um corpinho.
Gente, vocês não fazem ideia da dor que é lidar com uma morte assim, mas ter de juntar os pedaços pra encarar o resto do plantão, ainda falta umas 20hs de muito trabalho pela frente...

Um andar acima, na clínica médica, a equipe está lá, com uns 50 pacientes, fazendo curativo em úlceras de decúbito desde as 8 da manhã, resolvendo todos os pepinos possíveis e inimagináveis, quando ele senta pra tentar aprazar as prescrições (reparem que já passa das 13hs!), alguém grita lá no fim do corredor "Enfermeiro, os pacientes da enfermaria X estão agitados e arrancaram as sondas", e lá vai o enfermeiro repassar SNE em todo mundo, recalcular tempo de dieta e tal. E a técnica de enfermagem atrás.

Lá pelas 23hs, quando vc pensa que a paz irá reinar, um paciente psiquiátrico tenta levantar sozinho e cai do leito. Ai você corre, mas não tem médico no setor para solicitar Raios-X, e nos viramos-nos 30! Acreditem em mim quando digo, na clínica médica, acontece imprevistos o dia inteiro...
Mas a cereja do bolo está na emergência.
Lá pelas 22hs, só tem 1 médico na emergência, que somente irá atender casos muito graves. O enfermeiro do acolhimento é obrigado a estar na linha de frente para dizer quem vai ou fica, mas o povo não entende, ameaçam de morte e o caramba... E a técnica de enfermagem atrás.

Por volta das 2hs da manhã chegam um paciente usuário de cocaína, em PCR (parada cardiorrespiratória) após overdose, e uma jovem vítima de PAF torácico (para os leigos, levou um tiro no peito). E é aquela correria, massageia, ventila com ambú, médico entuba, leva o baleado pro centro cirúrgico, e notícia triste: "Enfermeiro, não tem ventilador pro rapaz da overdose, já estão todos em uso na sala vermelha", o enfermeiro então, vai mantendo o rapaz em ambú até que outro ventilador chegue no setor, ou consiga a transferência, e isso pode levar horas, o cansaço é avassalador....            Adivinhem onde anda a técnica de enfermagem?


Às 5 da manhã já começam a serem colhidos às rotinas laboratoriais, os balanços hídricos começam a ser fechados e checados, como um bom enfermeiro, você verifica tudo para que não existam pendências de uma equipe para outra.


As 6 da manhã, o menino da overdose, que tinha uns 16 anos, faz uma quarta PCR, e seu coração não resiste, ele vai à óbito.
Às 7hs da manhã, você já passa o plantão visivelmente esgotado. Aí, você junta suas coisinhas e vai pro outro hospital, encarar mais 12hs ou 24hs de plantão, tentar fazer uma graninha extra, porque a rede pública e privada costuma pagar muito mal.

Depois de umas 48hs no ar, você vai pra casa, tentar dormir e curtir um pouco a sua família, porque no dia seguinte, lá estará você novamente, numa longa jornada de trabalho.

Confesso a todos, que mesmo em casa, já cansei de dormir ouvindo bombas e monitores alarmando, é desesperador!
Mas enfim, fazemos parte de uma equipe que sempre disposta a ajudar., escolhemos agir...trabalhar por amor....com amor, não  somos apenas enfermeiros né?!
O único momento em que seremos lembrados, é quando algum colega de profissão tragicamente
administrar vaselina na veia de um paciente, viramos escárnio público pelo erro de UMA pessoa.

Não sei, mas tenho a sensação de que metade das pessoas que criticam, não aguentaria fazer o nosso trabalho por mais que 30 minutos, afinal, para lidar com a dor e a doença alheia, até onde sei, é preciso conhecimento que vai muito além de saber trocar fraldas...

 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif

2 comentários :

  1. Parabéns pelo teu dia e nem esquenta a cabeça com comentários... Tu e a maioria sabemos que os enfermeiros tem grande importância, responsabilidade e não param nunca,chamados daqui pra lá! Andei frequentando os hospitais nos últimos anos e sei ver bem! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Eliene!Parabéns pelo seu dia!Eu acredito na linda vocação de vocês .Eu tenho um filha que se formou o ano passado em enfermagem. Mesmo ela sabendo de todas as dificuldade,ela quis fazer a faculdade ,pois tem adoração por trabalhar na área da saúde.e olha que aqui o salário é pouco na Santa Casa,mas era o que ela queria .Parabéns pelo seu dia e que Deus te abençoe.Bjs

    ResponderExcluir

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...