.

.

Mensagem do dia

14 maio 2016

O último ato desesperado

Certamente que devemos nos preocupar com o silencio dos “inocentes“ do que com a zoada dos seus movimentos, pois assim sabemos onde estão... O que fazem... e aonde vão.


Certamente que diante de todas as realidades possíveis, CANETAR medidas nas vésperas da sua partida e ou viajar o mundo inteiro a dizer que “é golpe” é o mesmo que admitir a culpa de uma maneira onde a impopularidade crescente é mais acentuada a cada o “é golpe” é proferido.

Diante de tanta impopularidade.. base parlamentar comprometida tanto quanto a presidente, agora afastada do seu cargo, Dilma Rousseff, CANETOU medidas a fim de favorecer segmentos específicos da sociedade, muitos dessas não bem aceitas pelos antigos aliados da
Presidência.

Tendo consciência do seu afastamento após o tsuname causado pelo processo de impeachment que teve início em 17 de abril e chegou ao fim na manhã desta quinta-feira, 12 de maio, quando o Senado decidiu pela instauração oficial do processo e seu afastamento da presidência por até 180 dias, mandou ver nas medidas que até então estavam engavetadas e na fila de espera.

1 - Reforma agrária, agricultura familiar e terras quilombolas
- Sendo 25 decretos de desapropriação de imóveis rurais.
- regularização de territórios quilombolas, no total de 56,5 mil hectares.
- 35,5 mil hectares de terras para a reforma agrária em 14 estados e regularizados 21 mil hectares de territórios quilombolas no Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte e Sergipe.
- 30 bilhões para agricultores familiares financiarem 
projetos destinados à produção de alimentos básicos.

2- Reconhecimentos do nome social em órgãos públicos e campanha para saúde voltada a homens gays 


- autorizou a adoção do nome social por travestis e transexuais nos órgãos do Poder Público federal como ministérios, autarquias, empresas estatais, instituições de ensino e no Sistema Único de Saúde (SUS).
Com isso foi dada a permissão as pessoas que tenham seu nome social em crachás e formulários.
E para complementar também foi lançada a campanha com foco na saúde de homens gays e bissexuais: “O  CUIDAR BEM DA SAÚDE DE CADA UM, FAZ BEM PARA TODOS, E FAZ BEM PARA O BRASIL.

3- instalou o Conselho Nacional de Política Indigenista, confirmando a demarcação de três terras indígenas.
Lideranças indígenas de todas as regiões do país lançaram  um apelo para que a presidenta Dilma Rousseff assinasse outros 12 decretos de demarcação de terras.

4- em comemoração ao dia do trabalhador foi anunciado o Reajuste do Bolsa Família de 9%, correção da tabela do imposto de renda em 5%, ambas para 2017e ampliação da licença paternidade para 20 dias aos funcionários públicos federais.


5 - contratos para a construção de 25 mil unidades habitacionais no programa Minha Casa, Minha Vida nas modalidades Entidades e Rurais. Nesta proposta as moradias serão construídas em parceria com cooperativas, associações e movimentos sociais, com 100 mil pessoas beneficiadas.


6 - Medida Provisória que permite que médicos estrangeiros, principalmente cubanos continuem atuando no programa sem que o diploma tenha que ser revalidado no Brasil por mais três anos. A proposta permite a permanência de 7 mil profissionais  no atendimento à população.


7 - autorizou a criação de cinco novas universidades federais em Goiás (2), no Piauí, no Tocantins e no Mato Grosso, além da inauguração de 41 campi de institutos federais de educação, ciência e tecnologia.


8 - Regulamentação do Marco Civil da Internet o que pode ter sido um dos seus últimos atos à frente do governo federal. Consiste na neutralidade de rede e do tratamento dos dados pessoais dos usuários.





9- Novas regras para a “lista suja” do trabalho escravo  com novas regras e critérios para o Cadastro de Empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo, conhecida com "lista suja" o  governo publicou uma portaria conjunta do Ministério do Trabalho e Previdência e o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humano, mas o Supremo Tribunal Federal suspendeu a publicação da “lista suja'', que ainda não tem previsão para nova publicação.

O estado brasileiro com suas leis paternais, onde a matriarca dá de mamar a todos que se dizem cooperadores em administar o governo, vai alimentar durante o período de 180 dias, os ministros: Alóizio Mercadante (educação), Edinho Silva (secretaria de comunicação social), Jaques Wagner (gabinete presidencial), José Eduardo Cardoso (Adv. Geral da união), Ricardo Berzoini, Luiz Inácio Lula da silva, todos em quarentena, e a ex- presidente Dilma, que cheia de regalias, aérea, terrestre, serviçais, segurança, saúde, vai viajar o mundo para falar da sua inocência e do “golpe” sofrido.

Estamos pagando a conta e certamente continuaremos a pagar com o novo governo, (de novo não tem nada) que hora se inicia.
Isso faz parte dos próximos capítulos.
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gifSeria hilário...se não fosse trágico.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...