.

.

Mensagem do dia

31 agosto 2016

Brasil, um novo despertar.

Golpe ou não o fato é que esse processo se arrastou e arrasou uma nação com imagens e comportamentos distintos que comprometem uma página da história do país.
 Bundas foram expostas em nome de quem não sei e para que ou para quem.
Seria por conta do que vemos hoje?  A perda da credibilidade, o aumento da inflação, a explosão do desemprego, a fragilidade da economia, ou para mostrar que o país caminha para o buraco negro da hipocrisia e discórdia política e moral?

Em agosto de 1964 vivemos um grande momento de tristeza e em agosto de 2016 a situação se repete com o mesmo sentimento, mas ainda resta esperança de que de agora em diante sejamos mais experientes e conscientes do nosso voto.
Infelizmente viramos mais uma página do livro da história do Brasil  de uma maneira triste e preocupante com o que há de vir.
O governo interino na verdade ainda não disse a que veio.  O governo de temer que eu TEMO.

 No ano de 1931, O grande jurista Rui Barbosa afirmou em uma das suas obras com o título de Ruínas de um Governo, que “a crise política, a crise econômica, a crise financeira, não vêm a ser mais do que sintomas, exteriorizações parciais, manifestações reveladoras de um estado mais profundo, uma suprema crise: a crise moral”.
Imagine hoje no ano de 2016, passado já tanto tempo, a crise moral ainda é tema de debates e conflitos por conta da própria moral e bons costumes, por não fazer parte do currículo educacional do povo brasileiro, sendo Brasil  um país em processo de crescimento, que necessita que pessoas de boa índole que se comprometam verdadeiramente com imagem e o bem estar de todos aos olhos do mundo inteiro.

O país dividido entre opiniões diversas nos faz pensar, que nós povo contribuímos de forma direta na má condução do país quando colocamos dentro do planalto pessoas de má índole como nossos representantes. O homem por natureza é corruptível e deve  combater sempre  com equilíbrio a política do poder.
Pois é ....diante dos últimos acontecimentos fatídicos,  o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff dividiu o Brasil mais uma vez (o primeiro impeachment do ex presidente collor) no antes e depois do uma situação deprimente quando envolve todos os brasileiros independente de status social, cor de pele, educação e ética.

O Discurso final da presidente afastada escrito no livro da história do Brasil passa a ser um o marco histórico, que nossos filhos e netos vão desfrutar da fala que em sua defesa nada disse ou mesmo revelou.
As manifestações diminuíram consideravelmente. O povo cansando de ver e sentir as mazelas de uma etapa histórica que manchou de vergonha, que feriu o povo brasileiro, que foi ás ruas mostrar que  precisa de transparência e mudança de mentalidade dos governantes como um todo.

Nunca se falou tanto em constituição... Incisos... Números de artigos e parágrafos, injustiça, perseguida, democracia, irresponsabilidade, para um povo com baixo ou nenhum conhecimento político por força da sua própria ignorância ou desinteresse total sobre o assunto.
O senado federal foi transformado em um campo de batalha onde direita e esquerda, mãos que se afastaram pela ambição  do poder, saíram cortando-se uns aos outros deixando a arena manchada de sangue, também do povo brasileiro quando os escolheu como seu representante, e o disse me disse.... o ataque verbal  público e notório causaram vexame e constrangimento. 
Vergonha brasileira.

Os discursos repetitivos, tão repetitivos e que nada mais acrescentaram com  novas revelações ao longo de todo processo, fizeram dos ouvintes televisivos perder o interesse em acompanhar a digladiação  oral, principalmente quando  o nome do povo brasileiro foi citado de maneira a escudeirar ambos os lados,  como justificativa de comportamento acusador e provocador.
O que entristece a nação brasileira é que mesmo diante de acontecimentos dessa magnitude que interfere no bom andamento de um país, no futuro a situação de agora (do passado) continuará acontecendo repetidamente como se nada tivesse acontecido.
As novas gerações sofrerão com as nossas escolhas de hoje e cabe a nós pais, avós brigar por dias melhores cheios de transparências e caras sem maquiagem para mostrar e demonstrar que o Brasil tem jeito.

''Peço que ela um dia entenda que eu fiz isso também pensando nos netos dela'', fala da advogada Janaína, uma das autoras do pedido do processo de  impeachment, quando pediu desculpas a Dilma se referindo ás próximas gerações.

Primeira mulher eleita por 54 milhões de votos na America latina, sai do governo para entrar no mundo das noticias como mentirosa, enganadora, de natureza prepotente e altiva, quando disse que faria o diabo para ser eleita,  por ambição do poder e querer se mostrar invencível diante de uma disputa política cheia de articulações duvidosas por todos os lados. Hoje “vencida” está, pela a mesma arrogância que precedeu a sua ruína. Provérbio bíblico.

Condescendentes com a situação futura da ex-presidente os senadores a absorveram da “inabilidade” por oito anos, dando-lhe  o direito de assumir cargos públicos, mas  a luta continua nos bastidores, longe dos olhos e ouvidos do povo brasileiro no sentido de buscar meios de reverter a situação.

No discurso da ex-presidente pós-impeachment foi de tom ameaçador de uma oposição implacável contra o governo atual anunciando que vai chover chumbo grosso em todas as direções.
Para seus defensores fica  a canonização da ex presidente por ser uma mulher  integra, sem nenhum crime, fiel, soberana, honesta, talentosa, fazedora de sucesso, leal, bela , recatada,  correta, do lar, mãe e avó, no mundo não há mulher como ela do mesmo jeito que não há homem honesto tanto quanto o ex presidente lula.
É  difícil  pensar sobre ser como ela, os adjetivos eu os tenho, mas por não alcançar o modelo de perfeição que com perfeição sai do governo deixando um rombo de 51,o7 bilhões de reais de déficit primário. 12 milhões de desempregados...
Olhe essa foto e deduza o que verdadeiramente acontece por detrás dos bastidores.               

O teatro foi marcado por personagens que com certeza vão continuar brilhando independente de choros e risos.
E o povo brasileiro? o povo? Ah! O povo....É apenas um detalhe.
A verdade que nada será como antes.
Vire a página... Hoje é outro dia. Hoje começa uma nova história.
A corrida contra o governo Temer.
A luta continua companheiro.
Que deus seja misericordioso com seu povo brasileiro.
E vamos que vamos.
“Onde há fatos não há argumentos”

Vamos pensar no que diz  Holbach: "Tudo nos prova que a cada dia nossos costumes se abrandam, os espíritos se esclarecem e a razão conquista terreno".

https://phenixbittencourt.blogspot.com

22 agosto 2016

Olimpíadas 2016....Brasil...

Ela chegou depois de anos de espera e preparação.  Olimpíadas 2016.
Custou aos cofres públicos cerca de R$ 37,5 bilhões de reais para se tornar mais linda e elegante, a cidade sede dos jogos olímpicos, o Rio de Janeiro.

Criou-se uma expectativa sobre a sua apresentação ao mundo e sob o céu brasileiro brilhou cheia de criatividade surpreendendo á todos àqueles que se fizeram presentes deixando de lado todas as dúvidas e receios.

País vivendo um período de recessão, com uma economia ­­­­­­­­­­­­­­em processo de estabilização, não esta no topo do ranking do PIBS,  sediar um evento de tamanho porte. Pois é...

Conseguimos chamar atenção do mundo apesar das primeiras manchetes passarem uma imagem de “descredibilidade”, onde as questões sociais e os problemas do meio ambiente  foram alvos de constantes críticas.

Mas,  Chegou, baixou, distribuiu Axé, registrou no livro da historia dos jogos, toda sua beleza e criatividade, lembrando que desde o descobrimento do Brasil, as portas se abriram para acolher a todos de maneira simpática e alegre,  criando um povo a La brasileira, apesar do país passar por momentos difíceis na sua economia, “soube” ir  adiante com a certeza de que valeria a pena e como valeu...

Em 19 dias de competição, mais precisamente de 05 a 21 de agosto do corrente ano, todos os olhares do mundo voltados para um Brasil diferente de ser, por conta do evento mais  que esportivo e sim unificador de povos...dos cinco continentes sob o lema "Viva sua paixão".  Paixão pelo esporte.
                           
Dos  atletas brasileiros que conquistaram medalhas, alguns são militares, e  a delegação brasileira,  145 atletas, 30%  faze parte de alguma força militar. Resultado da parceria do ministério do esporte com o ministério da defesa.

Muito bom. Seria bom também se o ministério da educação   buscasse meios, porque não parceria também com o ministério do esporte, que alimenta o bolsa atleta...o bolsa pódio, no sentido de buscar  nas escolas publicas,  incentivando o alunado, o cidadão comum, sem patente, á praticar algum tipo de esporte que despertasse o desejo de subir o degrau mais alto do pódio.  
Não é a toa que os Estados Unidos, a China, O Japão,  sempre saem vitoriosos, pois existe investimento para a preparação do cidadão desde cedo. É um celeiro de campeões.

 1 - Rafaela Silva, a primeira a conquistar medalha de ouro nos Jogos, no judô, é 3º Sargento da Marinha.
2 -Arthur Zanetti, prata nas argolas, é 3º Sargento da Aeronáutica
3 -Felipe Wu, prata no tiro esportivo, é Sargento do Exército.
4 - Arthur Nory, bronze no solo, é também 3º Sargento da Aeronáutica.
5 -Rafael Silva, bronze no judô, é 3º Sargento do Exército
6 - No judô! Mayra Aguiar é 3º Sargento da Marinha
7 -Bronze na maratona aquática, Poliana Okimoto é 3° Sargento do Exército
8 -O boxeador Robson Conceição, dono da 3ª medalha de ouro brasileira nos Jogos, é outro atleta militar. Robson é 3º sargento da Marinha. Ah! Ele é baiano.
9 -O segundo ouro do Brasil veio de Thiago Braz, no salto com vara, e o atleta é 3° Sargento da Aeronáutica.
Eles não têm obrigação militares. Recebem o soldo apenas para treinar.

Diego Hypólito, prata no solo da ginástica artística, não é militar.
Isaquias Queiroz prata na canoagem não é  militar.

Primeiro atleta brasileiro a ganhar três medalhas em uma única olimpíada.  Duas de prata e uma de bronze.
Ah! Ele entrou para história merecidamente... Guerreiro, batalhador, origem familiar simples e humilde, de perfil miscigenado, verdadeiramente brasileiro, baiano...e levou  orgulhosamente a bandeira brasileira no encerramento das olimpíadas.
Só para lembrar....Sulistas e sudestistas...ele é nordestino.

E no espírito olímpico quando não tem brasileiro em prova à torcida torce pelo juiz.
       Ah! A torcida brasileira.
Como ela incomodou alguns despreparados e desconhecedores  da alegria do povo brasileiro, que não nasce estreia, e com imaginação fértil e criativa brilhou nas arquibancadas cantando em prosa e verso cada vitória como se estivessem no lugar mais alto do pódio.
Torcida que sofre, rir, chora, grita, canta, dá olé junto, é uma torcida que mistura sentimentos mostrando que o povo brasileiro é um povo feliz e criativo.

Isaqui ô..ô..ô....é um pedaço do Brasil, Iaiá...
 Um Brasil que rema e é feliz...feliz...feliz. 

A cultura da caridade... a escolha de  doação foi personalizada em cada participante independente da cor da pele, raça, nacionalidade, com seu trabalho voluntário. Por anos fui voluntária em abrigos de idosos e  sei o quanto é gratificante.

                                     Alta premiação
Em números expressivos de 208 países, 11547 atletas 311 provas, 42 modalidades  olímpicas. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) decidiu que, neste ano, pagaria R$ 35 mil (equivalente a cerca de US$ 11 mil) aos brasileiros que subissem ao pódio individualmente - em equipe com metade do valor, R$ 17,5 mil (ou US$ 5,5 mil) independentemente da cor da medalha conquistada, o Brasil também  estabeleceu essa política para apoiar e estimular os atletas.

Para incentivar o futebol masculino na conquista do tão sonhado ouro olímpico, o valor a ser pago  é em torno de  US$ 100 mil dólares (cerca de R$ 330 mil reais) para cada jogador brasileiro. Prata ou o bronze, não ganham nada.

E com suor e lágrimas o gol veio. Foi uma só emoção.
E  foi dessa vez....a seleção brasileira  colocou no peito a tão sonhada medalha de ouro, que chegou indiretamente das “mãos” do goleiro Weverton ,que com sua grande defesa abriu uma oportunidade para os pés de Neimar.

Se a abertura do evento causou tanta emoção e surpresa, imagine  o que causou no coração de cada um, que ali esteve vivendo um momento de glória quando do encerramento  brilhante tanto quanto, apesar da chuva que insistiu em cair não para tirar o brilhantismo da festa, mas para lembrar que a chuva..a água precisa  também ser cuidada como a flora e a fauna do nosso país.

A região nordeste foi lembrada na música, no artesanato, no frevo, nas baianas rodopiantes em suas indumentárias típicas do seu estado, como reconhecimento e integração no estado brasileiro. Afinal existe uma discriminação quanto ao povo nordestino.
E  o melhor lugar do mundo é aqui no Brasil.

E ao passar do evento, ao cerrar das cortinas é hora de colocar a casa em ordem, na rotina de cada um, alguns jogados para debaixo do tapete, afinal a realidade social é escondida para não entrar em contraste com os olhares do mundo, outros tantos que abrilhantaram essa festa que certamente marcou cada coração brasileiro.

O momento ainda é de sonhar.
Fica para depois pensar no legado deixado, tirar dúvidas... somar dívidas...falar de promessas e deveres a cumprir...analisar transparência do investimento., dar opinião no que poderá ser feito par influenciar o povo brasileiro a praticar mais esportes.
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gifTudo isso....é apenas um detalhe.
E vamos que vamos.



http://phenixbittencourt.blogspot.com

07 agosto 2016

A natureza nas Olimpíadas 2016

Enfim... Agosto chegou e certamente será o mês do gosto para muitos que sairão vitoriosos da cidade do Rio de janeiro para a terra de suas origens onde serão recepcionados  alegremente por todos os seus.

É uma verdadeira  disputa milenar os jogos olímpicos  desde  1896, tendo como berço a Grécia Antiga,  em Atenas transformando-se em o maior evento do mundo. 

O povo grego foi o semeador das Olimpíadas e desde então a cada quatro anos um país transforma-se em uma arena de jogos de varias modalidades  coroando seus vencedores com a coroa de folhas da oliveira plantada por Hércules, assim conta a história das Olimpíadas dos gregos antigos.

A primeira Olimpíada da Era Moderna foi disputada entre 06 e 15 de abril de 1896, interrompida apenas durante os períodos da Primeira e da Segunda Guerra Mundiais, travadas, respectivamente, entre 1914 e 1918 e 1939 e 1945.
Está acontecendo agora na cidade do Rio de Janeiro (Brasil), os XXXI Jogos Olímpicos de Verão.

A abertura  realizada no dia 5 de agosto foi de extrema criatividade e beleza.
O Rio de Janeiro continua lindo...
O Rio de Janeiro continua sendo...
Alô... Alô... Povo brasileiro/carioca aquele abraço.

Quando anunciado que o Rio seria a sede dos Jogos, em 02 de outubro de 2009, os brasileiros exalaram tanta alegria e contentamento que da natureza em reconhecimento  nasceram os mascotes.

VINICIUS:  Um gato  representando a fauna.  
           Mascote olímpica.
TOM: Um Personagem representando a flora.  
           Mascote paraolímpica.
Ambos  mistura ficção e realidade, como  criaturas mágicas e prometem encantar a todos com seus superpoderes..

A escolha homenageia os músicos Vinicius de Moraes e Tom Jobim. Os dois foram expoentes da Bossa Nova, movimento que fez todo mundo conhecer e cantar as belezas do Rio, e são autores de Garota de Ipanema, uma das canções mais tocadas do mundo.
Olha que coisa mais linda mais cheia de graça...é ela menina que vem e que passa....e  GISELE Bundchen passou...desfilou ao som de tom Jobim encerrando sua brilhante carreira com toda pompa e honra.  E porque não a verdadeira garota de Ipanema dos anos 60... 70... a  Helô Pinheiro?

Você sabe o que realmente representa as figuras de Vinícius e Tom?  Vou contar....é interessante....

O  mascote Tom é uma inédita mistura da flora brasileira - está sempre crescendo e superando obstáculos.
Com uma cabeleira de folhagens tropicais,  o Tom  é um ser cativante, que traduz a energia das nossas matas em suas cores e formas. Possui a capacidade transformadora da flora e não acredita que existam barreiras que não possam ser superadas. Como as plantas, está sempre crescendo em direção ao sol e superando obstáculos, tirando qualquer coisa de dentro da cabeleira verde folhosa para achar a solução - uma bola, uma bicicleta ou até um polvo para trocar várias lâmpadas ao mesmo tempo!  A ideia é ensinar as pessoas a buscarem dentro de si o que têm de melhor, colaborando para que desenvolvam sempre seu potencial.

Ah! Já o Vinícius,  representa a diversidade dos animais do país -  tem a agilidade dos felinos, o gingado dos macacos e a leveza das aves. Tem o olfato apurado, capaz de farejar aventuras, e uma audição que ajuda a encontrar as torcidas mais animadas. Além disso, pode esticar seus braços e pernas como quiser: pode estar com a cabeça no Pão de açúcar, com os pés no Maracanã e as mãos no Corcovado - tudo ao mesmo tempo!
Morador de uma casa na árvore na Floresta da Tijuca faz o tipo hiper conectado - compartilha sempre as novidades nas redes sociais. Carioca da gema, é apaixonado por música brasileira e passa o dia inteiro na ativa. Expert em todos os esportes Olímpicos.

A escultura cinética fabulosa criada por Anthony Howe é um espetáculo a parte. Mesmo diante de tanta luminosidade dos fogos ....dos efeitos tecnológicos fantásticos, o   sol mostrou-se radiante e abraçando o maracanã disse que nasceu para todos os povos dos cinco continentes.

Até Santos Dumont sobrevoando a cidade maravilhosa reacendeu  a tal polemica  quanto ao verdadeiro construtor do 14 BIS. Ou lá ou cá é americano de qual quer jeito.
Somos americanos da America do sul.

O Rio de Janeiro, dentre todos os estados brasileiros, no momento é uma grande porta aberta a reciprocidade de sentimentos.
A mensagem “ vamos cuidar bem do planeta terra” foi passada com riqueza de detalhes.
A natureza pede S.O.S. depois de sofrer  a  invasão das terras brasileiras pelos  primeiros portugueses tirando a privacidade do povo indígena, os verdadeiros donos da terra.
E desde então vem sendo destruída pela ação de homens inconsequentes e desprovidos de respeito e dignidade.

A cerimônia de encerramento ocorrerá no dia 21 de agosto.
E o sol há de brilhar mais uma vez....

Ah! Quanto ao legado que ficará para o povo brasileiro... e a conta? Ah! essa sobra sempre um pouquinho para nós. Hum..essa é outra história.
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif

03 agosto 2016

Você está no clima das olimpíadas?

Não entrei... Nem vou entrar  no clima dos jogos olímpicos
Desculpem, mas eu não estou entrando no clima de Olimpíada coisa nenhuma.

Isso é lá com o Rio de Janeiro e umas que outras praças desse país, cujo esporte de todas as modalidades está à mercê de pandilhas que fingem que trabalham, estão podres de ricas, arrombam e deixam arrombar os cofres de suas federações e confederações e não largam o osso nem que a Dilma tussa.

Eu estou no clima é do adeus a Dilma; das tornozeleiras para o Lula, do governo que Michel Miguel tem que começar e arrastar até 2018.

Eu estou é no clima de cansaço de ver esse país em crise; crise política, econômica e moral; estou é no clima desconfortável de ver esse país sem uma ordenação firme e saudável na Educação, na Saúde pública, na mobilidade urbana, na oportunidade de emprego, na in/segurança pública, na violência urbana, nas diferenças sociais, na baixa qualidade de vida, nos péssimos serviços essenciais.

É nesse clima que eu estou. 
E os Jogos Olímpicos que se danem. 
A pandilha de sevandijas já roubou o que tinha e o que não tinha para roubar. Mas ainda quer mais. Não torço por ninguém nessa patacoada imprópria e inoportuna.

Torço para que alguém torça o rabo desses proprietários indébitos do esporte e do meu país.
Qualquer vitória, individual ou por equipe brasileira, não será a vitória de um país sério, com uma política esportiva séria, honesta e adequada.
Não torcerei por esses heróis, que são heróis e vencedores por que são independentes e frutos de seu próprio esforço e suas próprias qualidades. Mas isso não quer dizer que não os respeite.

Eu os respeito. 
E muito. E por eles, meros competidores, ou vencedores por bronze, prata ou ouro que valham, tenho além de muito respeito uma enorme compaixão. Acabam servindo a quem deles se servem e se lambuzam.

Desculpem, sou um apaixonado pelo esporte, por todos os esportes, por qualquer modalidade esportiva, mas meu sentimento de patriotismo abomina e repele os canalhas que tomaram de assalto o esporte desse país, da mesma forma como em forma de crime organizado roubaram e deixaram roubar o Brasil.

Fazendo das palavras do autor Sergio Augusto Oliveira Siqueira as minha palavras que Compartilho  com a sua permissão.
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...