.

.

Mensagem do dia

31 agosto 2016

Brasil, um novo despertar.

Golpe ou não o fato é que esse processo se arrastou e arrasou uma nação com imagens e comportamentos distintos que comprometem uma página da história do país.
 Bundas foram expostas em nome de quem não sei e para que ou para quem.
Seria por conta do que vemos hoje?  A perda da credibilidade, o aumento da inflação, a explosão do desemprego, a fragilidade da economia, ou para mostrar que o país caminha para o buraco negro da hipocrisia e discórdia política e moral?

Em agosto de 1964 vivemos um grande momento de tristeza e em agosto de 2016 a situação se repete com o mesmo sentimento, mas ainda resta esperança de que de agora em diante sejamos mais experientes e conscientes do nosso voto.
Infelizmente viramos mais uma página do livro da história do Brasil  de uma maneira triste e preocupante com o que há de vir.
O governo interino na verdade ainda não disse a que veio.  O governo de temer que eu TEMO.

 No ano de 1931, O grande jurista Rui Barbosa afirmou em uma das suas obras com o título de Ruínas de um Governo, que “a crise política, a crise econômica, a crise financeira, não vêm a ser mais do que sintomas, exteriorizações parciais, manifestações reveladoras de um estado mais profundo, uma suprema crise: a crise moral”.
Imagine hoje no ano de 2016, passado já tanto tempo, a crise moral ainda é tema de debates e conflitos por conta da própria moral e bons costumes, por não fazer parte do currículo educacional do povo brasileiro, sendo Brasil  um país em processo de crescimento, que necessita que pessoas de boa índole que se comprometam verdadeiramente com imagem e o bem estar de todos aos olhos do mundo inteiro.

O país dividido entre opiniões diversas nos faz pensar, que nós povo contribuímos de forma direta na má condução do país quando colocamos dentro do planalto pessoas de má índole como nossos representantes. O homem por natureza é corruptível e deve  combater sempre  com equilíbrio a política do poder.
Pois é ....diante dos últimos acontecimentos fatídicos,  o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff dividiu o Brasil mais uma vez (o primeiro impeachment do ex presidente collor) no antes e depois do uma situação deprimente quando envolve todos os brasileiros independente de status social, cor de pele, educação e ética.

O Discurso final da presidente afastada escrito no livro da história do Brasil passa a ser um o marco histórico, que nossos filhos e netos vão desfrutar da fala que em sua defesa nada disse ou mesmo revelou.
As manifestações diminuíram consideravelmente. O povo cansando de ver e sentir as mazelas de uma etapa histórica que manchou de vergonha, que feriu o povo brasileiro, que foi ás ruas mostrar que  precisa de transparência e mudança de mentalidade dos governantes como um todo.

Nunca se falou tanto em constituição... Incisos... Números de artigos e parágrafos, injustiça, perseguida, democracia, irresponsabilidade, para um povo com baixo ou nenhum conhecimento político por força da sua própria ignorância ou desinteresse total sobre o assunto.
O senado federal foi transformado em um campo de batalha onde direita e esquerda, mãos que se afastaram pela ambição  do poder, saíram cortando-se uns aos outros deixando a arena manchada de sangue, também do povo brasileiro quando os escolheu como seu representante, e o disse me disse.... o ataque verbal  público e notório causaram vexame e constrangimento. 
Vergonha brasileira.

Os discursos repetitivos, tão repetitivos e que nada mais acrescentaram com  novas revelações ao longo de todo processo, fizeram dos ouvintes televisivos perder o interesse em acompanhar a digladiação  oral, principalmente quando  o nome do povo brasileiro foi citado de maneira a escudeirar ambos os lados,  como justificativa de comportamento acusador e provocador.
O que entristece a nação brasileira é que mesmo diante de acontecimentos dessa magnitude que interfere no bom andamento de um país, no futuro a situação de agora (do passado) continuará acontecendo repetidamente como se nada tivesse acontecido.
As novas gerações sofrerão com as nossas escolhas de hoje e cabe a nós pais, avós brigar por dias melhores cheios de transparências e caras sem maquiagem para mostrar e demonstrar que o Brasil tem jeito.

''Peço que ela um dia entenda que eu fiz isso também pensando nos netos dela'', fala da advogada Janaína, uma das autoras do pedido do processo de  impeachment, quando pediu desculpas a Dilma se referindo ás próximas gerações.

Primeira mulher eleita por 54 milhões de votos na America latina, sai do governo para entrar no mundo das noticias como mentirosa, enganadora, de natureza prepotente e altiva, quando disse que faria o diabo para ser eleita,  por ambição do poder e querer se mostrar invencível diante de uma disputa política cheia de articulações duvidosas por todos os lados. Hoje “vencida” está, pela a mesma arrogância que precedeu a sua ruína. Provérbio bíblico.

Condescendentes com a situação futura da ex-presidente os senadores a absorveram da “inabilidade” por oito anos, dando-lhe  o direito de assumir cargos públicos, mas  a luta continua nos bastidores, longe dos olhos e ouvidos do povo brasileiro no sentido de buscar meios de reverter a situação.

No discurso da ex-presidente pós-impeachment foi de tom ameaçador de uma oposição implacável contra o governo atual anunciando que vai chover chumbo grosso em todas as direções.
Para seus defensores fica  a canonização da ex presidente por ser uma mulher  integra, sem nenhum crime, fiel, soberana, honesta, talentosa, fazedora de sucesso, leal, bela , recatada,  correta, do lar, mãe e avó, no mundo não há mulher como ela do mesmo jeito que não há homem honesto tanto quanto o ex presidente lula.
É  difícil  pensar sobre ser como ela, os adjetivos eu os tenho, mas por não alcançar o modelo de perfeição que com perfeição sai do governo deixando um rombo de 51,o7 bilhões de reais de déficit primário. 12 milhões de desempregados...
Olhe essa foto e deduza o que verdadeiramente acontece por detrás dos bastidores.               

O teatro foi marcado por personagens que com certeza vão continuar brilhando independente de choros e risos.
E o povo brasileiro? o povo? Ah! O povo....É apenas um detalhe.
A verdade que nada será como antes.
Vire a página... Hoje é outro dia. Hoje começa uma nova história.
A corrida contra o governo Temer.
A luta continua companheiro.
Que deus seja misericordioso com seu povo brasileiro.
E vamos que vamos.
“Onde há fatos não há argumentos”

Vamos pensar no que diz  Holbach: "Tudo nos prova que a cada dia nossos costumes se abrandam, os espíritos se esclarecem e a razão conquista terreno".

https://phenixbittencourt.blogspot.com

Um comentário :

  1. Olá, querida Eliene!

    Agradeço sua visita e carinhosas palavras em meu blog.

    Qto ao endereço de seu novo blog, "phenixdecastro", eu não consigo aceder a ele, nem através do comentário k você deixou em meu blog, nem aqui no link k você colocou por baixo de seu nome.
    Algo está se passando, pke smpre foi difícil deixar comentário, aqui. O cursor está quase sempre acompanhado de um círculo e nós quase não conseguimos escrever.

    Ainda não passei seu comentário, pke não sabia se você queria k seu endereço se e-mail se tornasse público: Depois, me diga. Obrigada! Eu já vou ver seu Perfil e aí, tiro minhas dúvidas.

    Qto ao seu fabuloso texto, eu não sou brasileira, mas sou uma cidadã do mundo e portanto vou ouvindo e vendo o k se vai passando nessa esfera e acho k Holbach está enganado, desgraçadamente.

    Sou contra Dilma, k vai mandar chover chumbo grosso em todas as direções. Cuidado, minha senhora, não vá algum dele atingi-la e sou tb contra seu "lacaio" oportunista, Lula da Silva.

    O Dr. Temer é um mal menor, em minha opinião, neste momento. Ele tb tem as mãos e a cara "suja", em alg. aspetos, mas vamos ver o k daqui resulta.

    As pessoas têm de ter regras, civismo e saber conviver com a verdade.

    O problema de alg. países e do Brasil, tb, é que a moral e os bons costumes não fazem parte do currículo educacional das pessoas e dos os brasileiros, em geral, como você própria escreveu.

    Sabe, Eliene, eu penso k para grandes males, grandes remédios e infelizmente não houve nenhum golpe de estad, ahora, k instaurasse uma ditadura, como a k já tiveram. Remédio Santo, seria!

    As novas gerações têm de aprender k tudo o k têm, e não é pouco, não cai do céu, é antes fruto de trabalho de seus pais e avós. Evidentemente k estou falando de pessoas honestas.

    Qto ao seu novo blog, pois não sei como poderemos resolver a situação, mas enqto este estiver no ar, eu vou comentando aqui.

    Beijos e boa sexta.

    ResponderExcluir

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...