.

.

Mensagem do dia

10 julho 2014

Copa 2014 # Seleção Brasileira # Parte final

Enfim.... o que seria um sonho, aos seis  minutos do primeiro tempo tudo transformou-se em pesadelo.
Em jogo contra a seleção alemã, em Belo Horizonte, a seleção brasileira perdeu de maneira histórica  a oportunidade de  tornar-se  mais uma vez a campeã  mundial  na copa de 2014.

Cheia de rótulos, tipo: vexame, tragédia, massacre, vergonha, humilhação, tropeço, bagaço...essa derrota histórica foi marcada pelo número de gols sofridos em um único dia, esse que ficou registrado nas páginas do livro do futebol, como o dia da vergonha.

Tragédia é o que está acontecendo em Israel. Crianças sendo trituradas por bombardeios. Isso sim é tragédia. 
Podemos encarar o episódio como um fato real que aconteceu, o qual é muito ruim por fugir ás nossas expectativas e que nunca será esquecido.

As intempéries da vida continua causados fortes temporais  no sul do país, que ainda sofre com enchentes e deslizamentos fazendo com que mais de 50 mil pessoas deixarem  suas casas sem assistir os jogos que tanto esperavam. Isso sim é tragédia.

Massacre é  matar em massa pessoas (torcida )que não podem defender-se. Entre mortos e feridos salvaram-se todos.

A atual seleção brasileira entrou de forma melancólica e triste na história do futebol..
Maior goleada dentro da copa do mundo em 100 anos, e há 30 anos uma seleção européia não ganhava da seleção brasileira, mas, sempre tudo na vida tem uma primeira vez.

Não é hora de procurar o (os ) culpado e o ( os ) inocente, mas de pensar que é preciso  melhorar, buscar crescer através de planejamento e preparação.
Não basta escolher os melhores, mas  capacitá-los no sentido de doar-se por inteiro com humildade , conscientes que são os melhores , mas não os únicos.

A família scolari, é formada por homens jovens, talentosos, capazes, mas, uma família episódica... forasteira... espalhados pelos quatro campos do mundo, que só existe em função de uma tarefa a cumprir no tempo de quatro em quatro anos.
Família é união, cumplicidade, companheirismo, parceria, presença....

O dia em que o país passou por  esse constrangimento,  não foi o dia que perdeu o seu encantamento, ele continua e continuará independente do resultado copal, lindo e trigueiro... cheio de mulatos isoneiros, de morenas sestrosas, cantado em versos e com o seu povo hospitaleiro e gentil.

As manchetes  do mundo inteiro falam da fragilidade  da seleção brasileira, afundando a imagem do Brasil no futebol.
Inacreditável  a rendição diante da seleção adversária assim é dito.
Incrível como o nosso  próprio povo ajuda a dar o tiro de misericórdia quando faz questão de  mostrar....divulgar... difundir... frisar... e re,re,repassar as imagens do episódio marcante, assim dificultando que imagens positivas façam parte da nossa memória recente.

Não é  a toa que dizem que o brasileiro não tem memória.
Virar a página da desgraça alheia é difícil.
Generalizando é lamentável o comportamento da mídia de um modo geral.

O fato de jogar em casa tornou a vitória uma exigência da nossa torcida, conseqüentemente como não houve, tudo  até aqui construído ao longo de anos se perdeu mediante a vontades, desejos insatisfeitos e não realizados, esquecendo-se facilmente das alegrias vividas  dias antes.
Nós somos cruéis também quando queremos ser.
  
Em sinal de respeito e reconhecimento, a torcida aplaudiu de pé a seleção alemã, e esse comportamento mostrou que a seleção brasileira continua merecedora de respeito e reconhecimento tanto quanto, por conta da sua trajetória até aqui, por todas as conquistas alcançadas, e que uma derrota sofrida, difícil de entender, não vai apagar  o brilho do futebol brasileiro e muito menos do nosso povo.
O que realmente houve só deus sabe.

Os “meninos” estão bem estruturados. Não há o que temer nem questionar. Alguns poderão como jogador vivenciar a próxima copa. Outros selaram o seu destino copal. 
É isso... a vida segue...

O risco de especulação quanto a realização da copa no Brasil fica por conta de todos aqueles que se envolveram, e quem sabe mais tarde  as verdades verdadeiras venham a tona das profundezas do mar das possibilidades.

Pois bem.... Somos 200 milhões de técnicos, mas só um pode dar a direção oficial. 
Dentro de cada coração que continua verde e amarelo, está uma comissão técnica pronta para entrar em campo e mostrar seus dons que são considerados os melhores (só por ele mesmos)  do que todos aqueles que estão  mostrando a cara para o mundo inteiro.

Crucificar alguém como o Filipe scolari agora, ou mesmo tripudiar em cima da imagem de cada jogador, seria o mesmo que bater o primeiro prego, esquecendo que já nos deu a alegria como técnico da Seleção Brasileira em 2002,  onde a seleção alemã ficou em segundo lugar, e em 2013, ele fez da seleção brasileira a  campeã da Copa das Confederações.

Mas..Ficamos bem.
O legado que herdamos por direito são doze estádios, viadutos, alguns ainda em fase terminal (a copa acabou, o viaduto segue em construção para os eventos futuros) metrô pela metade do caminho ( o resto ainda virá) lembrança das  vidas ceifados por conta de obras de construção duvidosa e um dívida a ser pagar para o resta da vida.
O bom nisso tudo é que sempre haverá uma nova chance. 
Rumo a 2018.

                              PARA PENSAR:
Estavam nos PÉS dos jogadores brasileiros a responsabilidade de fazer do país, o único país com seis taças, seis vitórias  em copa do mundo.

Está nas MÃOS da  torcida brasileira a responsabilidade de fazer do país, o país com muito mais de seis vitórias no campo social - econômico do mundo.

Participem conscientemente do próximo evento brasileiro.
As eleições de 2014
A peça teatral esta pronta para entrar em cartaz, os personagens todos já de língua afinada nas suas falas para “emprenha” as suas platéias  pelo ouvidos e esperar nascer prematuramente os resultados das “anomalias”
Assim eu penso.

Assim eu escrevo

2 comentários :

  1. Oi amiga Eliene
    Uma leitura perfeita do triste acontecimento. Mas nem sempre se ganha. E o que foi colocado de responsabilidade nas costas da jovem seleção é muito mais do que um ser humano pode suportar. Um evento de grande importância se avizinha. Será que terá a mesma ênfase? O povo agirá da mesma forma? Massacre emocional não resolve nada. Aconteceu! Estamos tristes? Claro! Mas bola pra frente... foi um sonho adiado e nada mais.
    Beijos com meu carinho

    ResponderExcluir
  2. Como sempre minha amiga Eliene tu bate no ponto certo, fala na lata, não só com a emoção, mas com a razão de um pessoa politicamente correta. Parabéns e se me permite vou fazer uma tag com o trecho final da tua postagem :-) posso? Ei amiga começou a votação no Ostra poetisa também vota kkkkkkk e chama a galarea ok? beijos no coração!

    http://ostra-da-poesia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...