.

.

Mensagem do dia

23 setembro 2018

Sou uma sexalescente...

Se estivermos atentos, podemos notar que está aparecendo uma nova franja social: a das pessoas que andam a volta dos sessenta anos de idade, OS SEXALESCENTES: é a geração que rejeita a palavra “sexagenária”, porque simplesmente não está nos seus planos deixar-se envelhecer.

Trata-se de uma verdadeira novidade demográfica - parecida com a que, em meados do século XX, se deu com a consciência da idade da adolescência, que deu identidade a uma massa de jovens oprimidos em corpos desenvolvidos, que até então não sabiam onde meter- se nem como se vestir.

Este novo grupo humano, que hoje ronda os sessenta, setenta, teve uma vida razoavelmente satisfatória.

São homens e mulheres independentes que trabalham há muitos anos e que conseguiram mudar o significado tétrico que tantos autores deram durante décadas ao conceito de trabalho.

Que procuraram e encontraram, há muito, a atividade de que mais gostavam e que com ela ganharam a vida. 
Talvez seja por isso que se sentem realizados... Alguns nem sonham em aposentar-se. E os que já se aposentaram, gozam plenamente cada dia, sem medo do ócio ou da solidão, crescem por dentro, quer num, quer na outra.

Desfrutam a situação, porque, depois de anos de trabalho, criação dos filhos, preocupações, fracassos e sucessos, sabe bem olhar para o mar, sem pensar em mais nada, ou seguir o voo de um pássaro da janela de um 5º andar.
Nem todos... Mas tudo bem.

Neste universo de pessoas saudáveis, curiosas e ativas, a mulher tem um papel destacado. Traz décadas de experiência de fazer a sua vontade, quando as suas mães só podiam obedecer, e de ocupar lugares na sociedade que as suas mães nem tinham sonhado ocupar.

Esta mulher SEXALESCENTE sobreviveu à bebedeira de poder que lhe deu o feminismo dos anos 60. Naqueles momentos da sua juventude, em que eram tantas as mudanças, parou e refletiu sobre o que, na realidade, queria. Algumas optaram por viverem sozinhas, outras fizeram carreiras que sempre tinham sido exclusivamente para homens, outras escolheram ter filhos, outras não, foram jornalistas, atletas, juízas, médicas, diplomatas. Mas cada fez o que quis: reconheçamos que não foi fácil, e, no entanto, continuam a fazê-lo todos os dias.

Algumas coisas pode dar-se por adquiridas.

Por exemplo, não são pessoas que estejam paradas no tempo: a geração dos "sessenta", homens e mulheres, lida com o computador como se o tivesse feito toda a vida. Escrevem aos filhos que estão longe (e veem), e até se esquecem do velho telefone para contatar os amigos - mandam e-mails com suas notícias, ideias e vivências.
Ah! Isso é verdade. O que digo eu então...kkk  Adoro...

De uma maneira geral, estão satisfeitos com o seu estado civil e, quando não estão, não se conformam e procuram mudá-lo. Raramente se desfazem em prantos sentimentais.

Ao contrário dos jovens, OS SEXALESCENTES conhecem e pesam todos os riscos. Ninguém se põe a chorar quando perde: apenas reflete, toma nota, e parte para outra.

Os maiores partilham a devoção pela juventude e as suas formas superlativas, quase insolentes de beleza; mas não se sentem em retirada.

Competem de outra forma, cultivam o seu próprio estilo.
Os homens não invejam a aparência das jovens estrelas do desporto, ou dos que ostentam um Armani, nem as mulheres sonham em ter as formas perfeitas de um modelo.

Em vez disso, conhecem a importância de um olhar cúmplice, de uma frase inteligente ou de um sorriso iluminado pela experiência.

Hoje, as pessoas na década dos sessenta estreiam uma idade que não tem nome. Antes seriam velhos, e agora já não o são. Hoje têm boa saúde, física e mental, recordam a juventude, mas sem nostalgias, porque a juventude ela própria também está cheia de nostalgias e de problemas.
Celebram o sol em cada manhã e sorriem para si próprios...
Talvez por alguma secreta razão, que só sabem e saberão os que chegam aos 60 no século XXI.



Autoria desconhecida

22 setembro 2018

Blog pedindo S.O.S.

Toc..Toc..Tem alguém aí? E aí nação blogueira....sinal de s.o.s. 

Oiiiiii minha galera blogueira... Todos aqueles que eu sigo.... Todos aqueles que me seguem... Meu alô especial para comunicar que NÃO estou recebendo notificação de comentários, nem novas postagens.  Já fiz todas as configurações possíveis sem sucesso.  Nas minhas buscas por solução encontrei vários amigos blogueiros(as) nessa mesma situação. A informação mais recente é que existe  atualizações do blogger isso já algum tempo, só que ainda não temos novidades. 

Portanto se sabem  de alguma coisa que possa ajudar , vamos lá galera....email, telefonema, facebook, wathasap, sinal de fumaça, tudo vale... No aguardo. 
Fico agradecida. Abraços. 


21 setembro 2018

Brasil...renascendo das próprias cinzas.


O que você espera do próximo governo?
O que é um governo melhor para você?

Diante de tantas indagações...Dúvidas... Desconfiança, de disse me disse... Toma lá, da cá, o momento verdadeiramente de dar resposta ao governo está por vir.   É agora ou nunca. Acreditando que essas mudanças  começaram  já com as eleições municipais 2016 para prefeitos, vices e vereadores e agora mais acirradamente com a eleição de 2018.  Algumas figuras  que estão  disputando desde já a vaga presidencial,  vivem debaixo de muitas trocas de acusações, ameaças a integridade física e moral.  
E o pior já aconteceu.
Em jogo a qualidade humana dos senhores candidatos., a qualidade dos eleitores, a qualidade dos opositores e adversários. 

Estamos entrando na reta final agora com indicativos de que realmente esse processo será decisivo para dar continuidade à vida do estado brasileiro que anda a passos lentos, esperando por dias melhores e mais justos para economia brasileira.
Eis os personagens principais dessa história, que a cada capítulo nos surpreendem com seus discursos cheios de metáforas, de acusações mútuas e desconcertantes. 

São eles:- Geraldo Alckmin (PSDB), - Ciro Gomes (PDT); - Álvaro Dias (Podemos),- Marina Silva (Rede),- Jair Bolsonaro (PP), Guilherme Boulos (PSOL); João Amoêdo (Partido Novo); Cabo Daciolo (Patriota);

Que estratégias serão usadas para ganhar a credibilidade do povo?
Que acordos serão feitos entre si já que tudo ou todos são “farinhas do mesmo saco”?
Cartas nas mangas “escondidas” estrategicamente para ser usadas na última jogada? Haverá?

Será que depois de tanto desgaste, de tanta armação por parte dos ex e futuros colegas de diferentes partidos, o estado brasileiro comporta mais interesse pessoal de todos esses “políticos”?
O vírus da irracionalidade humana adentrou o congresso brasileiro contaminando de morte o bom senso... e a vergonha...de seus atores principais e secundários que conduzem suas paixões como briga de torcidas desorganizadas, gerando sentimentos  generalizados na população de indignação e revolta, mostrando assim que  a corrupção é intimamente ligada a políticos independente da indumentária , da cor da camisa, e dá suas preferências partidárias.

No palco onde a corrupção se expõe através de personagens mil, a disputa para subir a rampa do palácio ou manter-se no cargo, é caracterizado por uma histeria generalizada, com seus discursos incendiários ou induzindo á outros, á condutas impróprias e indevidas quer contra ou a favor daqueles que faz parte da trama inescrupulosa em evidência
.
O mar revolto dos acontecimentos políticos no Brasil, nos discursos desgastados e desgastantes de não mais  o PT, abaixo a corrupção, fora corruptos e corruptores, ditos como: preferimos a paz....mas não tememos a guerra... ou mesmo a convocação do exército do ‘stedle”,  gera acirramento, conflito entre os defensores de ambos os lados, mas o que se observa é que cresce um certo amadurecimento por parte de todos aqueles que não mais se identificam  com o PT, como universo ideológico do nosso país.
Estamos vivendo e vivenciando mais que um momento histórico.
O momento é de transição altamente positivo nos quesitos colaborativo, perceptivos, participativos de uma sociedade sincronizada com o mesmo objetivo, em ver uma forma diferente de se fazer política, com o comprometimento de seus representantes voltados para uma política justa e de igualdade para todos.

Quando o Brasil começou a ser passado a limpo com a divulgação das investigações da lava jato pelo juiz Sergio Moro, o movimento nas ruas tomou forma, cor, modificando o perfil do brasileiro em buscar conhecimento político... .discutindo e questionando os porquês, (assim digo eu) e o direcionamento do nosso país para futuras gerações.
A operação lava jato promoveu a divisão da história do Brasil.
O antes e o depois dela.
É um marco que carrega e traduz um cartaz onde se lê:
Não roubarás mais a sociedade brasileira.
Regra agora inclusa com mandamento da constituição brasileira.
O povo brasileiro hoje mais amadurecido politicamente, mais consciente das consequências do mau uso do seu voto, mostra-se disposto a lutar, a fincar raízes, plantando sementes selecionadas a dedos para que os nossos netos colham frutos de altíssima qualidade.
Mais uma opinião para a posteridade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...