.

.

Mensagem do dia

03 fevereiro 2016

Ataque ao mosquito.

Olá..........companheiros de jornada.
Em uma postagem datada novembro passado, lhes disse que “No final do mês de outubro, lamentavelmente fui picada pelo mosquito Aedes aegypti causador da também Febre Chikungunya ....onde a dor tomou como refém todas as minhas articulações. 
A pele mudou de cor.
Fiquei vermelha e edemaciada.
Cabelos ressecados e quebradiços, hoje com queda acentuada.
Planta dos pés inchada e dolorida dificultando o caminhar.
Mãos comprometidas com o tato e movimentação.
Sinto que Envelheci 10 anos em 30 dias.
Verdade.
Ainda não me achei no fundo do espelho.
Alguns sintomas permanece.

A natureza avisa antecipadamente quando existe a possibilidade de eventuais catástrofes....epidemias.... por conta da interferência do homem nas condutas naturais do nosso planeta.  O desequilíbrio ambiental nos faz ver o quanto somos provocadores e inconsequentes.
Aviso de Alerta....Aviso de precaução....de prevenção .....

Segundo a Organização Mundial de Saúde o nosso país foi considerado livre do vetor em 1958, que naturalmente o relaxamento das medidas de controle após a erradicação do A. aegypti permitiu sua reintrodução no país no final da década de 1960.

E hoje o que vemos é o mosquito tomar conta do mundo vitimando grande parte da sua população, gerando casos graves até mesmo em quem ainda vai nascer.

Em breve espaço do tempo teremos uma geração de pessoas com comprometimentos neurológicos por conta de um vetor que vem desenvolvendo resistência até mesmo pelo “muito” pouco que se sabe a seu respeito, ainda sendo agora pesquisado intensamente pelos especialistas em todo o planeta, isso depois do crescimento dos casos epidemiológico que atinge grandes proporções já a caminho de uma pandemia.
Acredito que nada falta, a não ser a conscientização de que isso já está acontecendo e tornar público o termo e seu real significado.
A pandemia é uma epidemia que se espalhar por um ou mais continentes ou por todo o mundo devastadoramente.

É certo se chegamos a esse patamar é óbvio que houve descaso pelos poderes públicos na continuidade do combate real do vetor, conscientizando a todos que o perigo mesmo distante ou invisível aos nossos olhos existe, com possibilidades de retorno, assim permitindo uma nova infestação e o pior colocando nas mãos da população a solução desse grande problema, como uma transferência de responsabilidade.
A culpa é do povo....que não limpa seus quintais.....que não descarta corretamente seus resíduos...que não tem conhecimento em educação ambiental.
E o governo fez a lição de casa direitinho? HUM......

Bem....o que se sabe é que não existe um tratamento eficaz e o uso do repelente é fundamental para inibir o ataque  do mosquito, até que.... Deus é quem sabe quando, entre em ação uma vacina para nos livrar desse mal.  
É recomendável pelos médicos o uso de repelente que contenha ICARIDINA, substância menos prejudicial ao nosso organismo.
Eis o motivo dessa postagem.
Compartilhar com você o que tenho de informação a respeito do repelente.
Observo que já falta nas prateleiras dos mercados os mais variados inseticidas com seus respectivos usos e desusos.   





Imagens:Imagens: sac@alergoshop.com.br 

Mais uma vez .......Vamos lá minha gente.... essa batalha é nossa, e se queremos vencer, vamos á campo.

 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif

Um comentário :

  1. Ir a campo é preciso! Uma luta árdua e necessária !Esse mosquito deve ser vencido! Interessante, oportuno post! bjs, chica

    ResponderExcluir

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...