.

.

Mensagem do dia

26 fevereiro 2015

ÁGUA * VIVA

Dizer que a humanidade está preocupada com o rumo que nosso planeta está  tomando é considerar o dito por não dito, pois o que observamos é o descaso como é tratado  o solo, que chamamos de terra, como receptor de tudo que pode ser descartado, independente de origem, material, tamanho, tipo, cor,estado,  enfim , um grande contêiner onde pode ser colocado de tudo o que já não tem mais vida útil sem se importar com o seu grau de toxidade ao solo.

Certamente que pela falta de responsabilidades de todos, pela falta de conhecimentos de muitos a má utilização dos recursos naturais da ‘ terra ‘ vem causando grandes danos a nós mesmos e a própria natureza.

No momento a prioridade em questão é a escassez da água.
Sabemos avaliar a cultura da água?
Tratar-la com o valor que realmente ela tem?
Nenhuma outra questão merece mais atenção por parte da humanidade.
Pense que todos os seres vivos dependem totalmente da água e ela com certeza vai determinar o futuro de todos nós

A água precisa ser integrada nas questões socioeconômica, buscando sempre a responsabilidade ecológica e a reutilização racional desse recurso, para não comprometer as necessidades das gerações atuais e futuras e dos demais seres vivos que partilham conosco a água do globo.

No caminhar não muito distante grande parte dos conflitos políticos e sociais no futuro deixará de ter como causa o petróleo (não se fala em outra coisa agora) e serão provocados pelas disputas em torno do precioso líquido incolor, inodoro, insípida.

Fala-se que no início do próximo século, um terço das nações terá escassez de água de modo permanente.
Mudanças climáticas consideráveis virão como conseqüência da derrubada das florestas, o que já está acontecendo, e os  lagos subterrâneos, que datam de tempos pré-históricos, estão se esgotando rapidamente e  o calculo para o aumento  da escassez mundial serão influenciadas por essas mudanças que também modificará a qualidade da água com a elevação de sua temperatura e com o aumento dos índices de contaminação.

Aproveitando o ensejo, Governos em sua totalidade deveriam  assumir o compromisso de definir a crise da água e do  saneamento básico como prioridade máxima garantindo assim o que é de direito de todo o cidadão.

Buscando informação achei que o  Brasil detém 12% das reservas de água doce do mundo, sendo que cerca de 70% desse total estão na Bacia Amazônica, onde a densidade populacional é a menor do país.
Por outro lado, a região mais árida e pobre do Brasil, o Nordeste, onde vivem cerca de 30% da população, possui somente 5% da água doce. A alta densidade populacional, a poluição e a agricultura, aliadas à visão de que a água é um recurso infinito, já provocam o aumento na escassez de água de qualidade nas regiões Sul e Sudeste do país, onde vive 60% da população.

Cheia de rótulos, desperdiçada, contaminada, doce, salgada, dessalinizada, essa obtida sob grandes valores dez vezes maiores que outros processos de utilização.

O aumento populacional promove uma diminuição nos recursos hídricos, o que já está acontecendo,  levando em conta o mau uso,  a falta de consciência sobre a magnitude do problema com condutas inapropriadas dos governantes por não aplicarem a tempo ou sempre medidas preventivas para não causar maios problemas  como os de agora.

O desenvolvimento de novas formas de reutilização da água prevista  para 2015 não visaram  a eliminação, e sim a redução da  tremenda injustiça social da falta de acesso seguro à água e ao saneamento básico para todos os habitantes da Terra.

     O acesso à água e saneamento é uma questão ética
Segundo
o portal de ecologia "eco portal.net", que em 2017, de acordo com a ONU, cerca de 70% da população global terão problemas para ter acesso à água doce. E em 2025, aproximadamente 40% viverão em regiões onde a água escasseará.

As advertências feitas por diferentes países mostram que a falta de água não é um problema futuro e sim  um problema de agora.

A Organização Meteorológica Mundial advertiu que embora o fenômeno El Niño esteja fraco, este ano, 2015, poderia desencadear padrões climáticos anormais em muitas regiões, provocando chuvas em algumas regiões e secas em outras.
Seria o caso das chuvas torrenciais em são Paulo?

Corre por aí a boca miúda que existe o risco de se privatizar a produção de água potável, o que naturalmente o povo de menor poder aquisitivo, os pobres, é que sofrerá mais pelo fato de ter acessibilidade precária ao líquido ouro e o também  na questão econômica pois vão pagar mais caro por  ela.

A propósito o dia Mundial da Água foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, sendo comemorado no dia 22 de março. 
Lembrem-se de prestar solidariedade nessa data postando o que vocês acharem de útil no sentido despertar á todos que lerem, a consciência  do dever quanto aos cuidados com a água. 

                        Vamos cuidar bem dela.
 photo assinatura_7_zpsff26786e.gif

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Para você tudo de bom e um carinho sempre novo em agradecimento pela sua presença no fim do arco iris. Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...